Acelere seu teclado! Dicas sobre o melhor dispositivo de entrada que existe

Olá, ultimamente tenho ficado pouco tempo online. Na verdade, estou na frente do computador quase o tempo todo. O problema é que boa parte desse tempo estou trabalhando ou ocupado com alguma coisa importante. Isso explica a minha ausência no blog ultimamente. (Ninguém acredita... mas o difícil não é passar na Fuvest. Difícil mesmo é se formar na USP, mais ainda com o curriculum sem nenhuma "baixa".) Para não dizer que eu não coloco mais nada aqui, vou mandar algumas coisas que eu andei lendo ultimamente na Internet sobre o melhor dispositivo de entrada já inventado na minha opinião: o teclado:

Scripting, Sendkeys e o PrintScreen

Pra começar: scripting. Você pode simular a digitação de teclas em scripts usando um método muito simples do Windows Script Host chamado Sendkeys. Ele foi desenvolvido para que aplicações antigas, que não suportam automação (COM Automation, que permite controlar um aplicativo com scripting. Internet Explorer, Outlook Express e Office em geral não precisam disso) pudessem ser automatizadas usando scripts. E é claro, se a aplicação não oferece suporte à scripting, a única saída é simular uma pessoa digitando alguma coisa, ok? No entanto, ele tem alguns detalhes. Na documentação oficial aparece uma referência sobre como "digitar" algumas coisas diferentes, como por exemplo um Ctrl + C. Até aí tudo bem, funciona legal. Com o que tem lá dá pra simular bastante coisa. O problema é quando você precisa apertar um PrintScreen. Não funciona. Aliás, essa parece ser a única tecla que não pode ser simulada. Procurei bastante na documentação, sem sucesso, até que encontrei na Internet mesmo porque isso acontece: o PrintScreen não pode ser enviado como sinal para nenhuma janela, porque ele não é associado à nenhuma janela. Como o Sendkeys precisa enviar dados para uma janela, o comando falha. Um workaround é usar programinhas simples para bater screenshots e salvar direto em arquivos de imagem (precisei disso em um trabalho na faculdade para bater mais de 100 screenshots da tela e deu tudo certo: economizei bastante tempo).

Acelere seu teclado!

Essa é rara: você sabe que pode aumentar a velocidade de alguns teclados, apenas usando uma função dele que ninguém conhece? Pois bem, essa eu não conhecia também... até cair em um site que falava disso. Se você tem um teclado parecido com esse teclado Mitsuko (aqui no Brasil tem toneladas de teclados genéricos que se parecem com esse, especialmente os Mtek, Troni e coisas parecidas), comece a pular de alegria. Esse teclado tem uma tecla Fn no canto e umas setinhas junto às teclas F1 - F7. Essas teclas, combinadas, aceleram a taxa de envio de sinais pro micro... até um máximo de 100Hz (segundo informações de um desconhecido nesse site). Isso é fantástico, principalmente para quem joga e para quem programa no computador. Além disso, existem 2 ou 3 programas na Internet que permitem acelerar o teclado, configurando taxas mais altas que o Windows permite. Aqui tem um deles. Aliás, porque o Windows permite no máximo 32 caracteres/segundo?

Teclados DVORAK

Já ouviu falar de teclados QWERTY? E dos teclados DVORAK? Pois bem, a história deles é a seguinte: o primeiro foi inventado para ser um padrão para máquinas de escrever, e as teclas são dispostas seguindo uma lógica que permite (num texto em Inglês) que as pessoas não precisem digitar duas teclas com a mesma mão na sequência. Isso porque, na máquina de escrever, duas teclas na sequência podem fazer ela "travar", enquanto uma tecla desce e outra sobe. Parece linda a lógica... mas nada tem a ver com Português nem com computadores. Computador não trava da mesma forma que a máquina de escrever, e não faz sentido usar QWERTY nele. Pensando nisso o Dr. August Dvorak desenvolveu um melhor, que busca colocar as teclas mais comuns no centro do teclado, procurando usar os dedos mais rápidos e fortes com mais frequência. A história também parece bonita... mas aparentemente o Sr. Dvorak "maquiou" alguns de seus testes, e tempos depois um estudo feito provou que ele estava errado. Entretanto, quem usa DVORAK garante que é melhor, mais confortável que o QWERTY e um pouco mais rápido (pelo que eu andei lendo, entre 10% e 35%) quando você está acostumado. No site em que eu encontrei informações sobre isso, o autor discute como ele fez para se acostumar e o que achou depois de ter mudado. Nesse link também tem vários outros sobre teclados DVORAK. Antes que me perguntem, você não precisa comprar outro teclado. Basta configurar o Windows para usar o outro layout e pintar o seu (ou guardar as teclas na cabeça... ). Em algum tempo você digitará mais rápido.

Conclusões abstratas sobre o teclado sob o meu ponto de vista

O teclado é absurdamente mais útil que o mouse. Basta contar quantos botões tem cada um deles. Existem "atalhos de teclado", não "atalhos de mouse" Um teclado com 105 teclas tem 5460 combinações diferentes de atalhos de duas teclas. Se contarmos só o Ctrl, Shift e Alt, teríamos 306 combinações diferentes. Você pode configurar quase todas elas, dependendo do Shell que você usa (Explorer, por exemplo... ou bbLean, por exemplo. Mas esse é motivo pra outro post). Agora olhe para seu mouse de 5 botões. Não é possível jogar em quase nenhum jogo sem o mouse. Também não é possível programar rapidamente sem utilizar um teclado. Bom, é só. Espero que gostem. Vinicius

Categorias dessa postagem: ,

Comentários

Wesley Fernandes : Show de bola este post. Ele me fez lembrar de quando jogávamos Touring Car (TOCA) na Compuclass.

Bons tempos aqueles.ehehhe.

[]'s

Wes [2/1/07 10:54 - link]

Anônimo : Ha muito que eu procurava saber como aumentar a velocidade do teclado para uma maior do que o windows permite, hamuito tempo atras havia um programinha chamado FAST que rodava em msdos, ele fazia isso, mas com o tempo eu o perdi e nao achei outro, mas esse post me ajudou a encontrar. Vlw Vinicios, desejo bons estudos pra vc e que continua postando boas dicas pra gente. [19/8/09 16:53 - link]